Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Transcritório - Traduções Low-Cost

Traduções oficiais. Línguas: Português, Inglês, Francês, Italiano, Alemão e Espanhol (incluindo catalão). Se precisar de outras línguas, contacte-nos.

Transcritório - Traduções Low-Cost

Traduções oficiais. Línguas: Português, Inglês, Francês, Italiano, Alemão e Espanhol (incluindo catalão). Se precisar de outras línguas, contacte-nos.

TRANSCRITÓRIO - TRADUÇÕES LOW-COST https://www.transcritorio.com/
28.08.18

AULAS COMEÇAM A 12 DE SETEMBRO E COM TURMAS MAIS PEQUENAS

Transcritório - Traduções Low-Cost

Aulas começam a 12 de setembro e com turmas mais pequenas

 

As aulas no próximo ano letivo vão iniciar-se a 12 de setembro e o número de alunos por turma sofrerá uma redução em todos os anos iniciais dos três ciclos do ensino básico, segundo o Ministério da Educação.

AULAS ARRANCAM A 12 DE SETEMBRO COM ALTERAÇÕES IMPORTANTES


NOVO ANO - ESCOLA COM TURMAS MAIS PEQUENAS

O Ministério publicou o despacho de constituição de turmas para o ano letivo 2018/2019, que determina a redução do número de alunos por turma, bem como as demais disposições do regime de constituição de turmas nas escolas da rede pública e escolas particulares com contrato de associação.

Segundo o Ministério da Educação, a redução do número de alunos por turma começou a ser implementada em 2017/2018 nos Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP), “uma vez que nestas comunidades educativas os benefícios desta medida são ainda mais significativos”.

Este ano a redução do número de alunos por turma é estendida a todos os anos iniciais dos três ciclos do ensino básico. As turmas do 1.º ciclo vão voltar a ter 24 alunos e as de 2.º e 3.º ciclos entre 24 e 28 estudantes.

A medida, segundo o ministério, visa melhorar as condições de trabalho dos professores e contribuir para a melhoria das aprendizagens dos alunos, promovendo condições para mais diferenciação pedagógica.

“Trata-se da primeira vez que é publicado este despacho, uma vez que até agora as disposições de constituição eram publicadas no despacho das matrículas. A alteração tem como objetivo sistematizar e organizar a informação, já que a matéria de constituição deturmas é objetivamente distinta da das matrículas”, explica o ministério numa nota de imprensa.

NOVO CALENDÁRIO DE ATIVIDADES ESCOLARES

Foi ainda publicado em Diário da República o despacho que determina o calendário de atividades educativas e escolares 2018/2019 e o calendário de realização das provas de aferição, das provas finais de ciclo, dos exames finais nacionais, bem como das provas de equivalência à frequência do ensino básico e secundário, dos estabelecimentos particulares de ensino especial.

As aulas iniciam-se entre 12 e 17 de setembro para os estabelecimentos públicos da educação pré-escolar e do ensino básico e secundário e as interrupções letivas decorrem de 17 de dezembro a 02 de janeiro, de 04 de março a 06 de março e de 08 de abril a 22 de abril.

Os estabelecimentos particulares de ensino especial iniciam as aulas entre 03 e 07 de setembro.

Já no que se refere às provas de aferição do ensino básico o despacho determina que vão decorrer entre 02 de maio e 19 de junho.

As provas de finais de ciclo do 9.º ano decorrem entre 18 de junho e 22 de junho e os exames finais nacionais do ensino secundário entre 17 de junho e 27 de junho (1.ª fase) e 18 de julho e 23 de julho (2.ª fase).

24.08.18

PASSE GRATUITO PARA CRIANÇAS

Transcritório - Traduções Low-Cost

As crianças até aos 12 anos podem circular na Carris e no Metro, em Lisboa, de forma gratuita, desde que sejam titulares do E. Neste artigo, explicamos-lhe como obter este passe para os seus filhos.

Sabe como obter o passe gratuito para os seus filhos?

 

Existe um cartão Lisboa Viva com o perfil Criança, que permite circular na rede da Carris e Metro de forma gratuita. Para usufruir das vantagens deste cartão, a primeira coisa que tem de fazer é requisitá-lo em qualquer posto de venda do Metro, nos Espaços Cliente Santo Amaro ou Arco do Cego, nos Quiosques Mob Carris ou em qualquer Operador de Transportes da Região de Lisboa. Basta apresentar o cartão do cidadão da criança e preencher uma requisição específica para o efeito, na qual deve indicar que se trata de um pedido para o perfil de Criança.

Para as crianças que têm este cartão, a circulação é gratuita, mas o cartão tem custos. O serviço normal, com levantamento no local em 10 dias úteis, custa 7 euros. Se optar pelo serviço urgente, com levantamento em 24 horas, o custo sobe para 12 euros e o serviço só está disponível nos Espaços Cliente.

No cartão emitido pode ver-se um C maiúsculo no canto superior esquerdo. Com este passe, as crianças podem circular gratuitamente até ao final do mês em que completarem 13 anos. As crianças até aos 4 não precisam de título de transporte. Pode obter aqui mais informações sobre o passe Lisboa Viva Criança.

 

21.08.18

CONHECE A APP REGISTO VIAJANTE?

Transcritório - Traduções Low-Cost

Localizar os portugueses no estrangeiro e contactá-los em casos de emergência é mais fácil com esta aplicação, que já tem mais de dez mil utilizadores.

Conhece a app Registo Viajante?

 

‘Registo Viajante’ é o nome de uma aplicação para portugueses no estrangeiro que permite lançar um alerta para as autoridades em casos de emergência, como catástrofes naturais, acidentes, atentados ou outras situações de insegurança. Foi lançada no passado mês de janeiro, é gratuita e está disponível para Android e iOS.

Em situações de emergência, o ‘Registo Viajante’ vem ajudar a responder àquilo que todos querem saber: há portugueses no local? A informação enviada pela aplicação é recebida pelo gabinete de emergência consular. Desta forma, uma pessoa que precise de ajuda será encontrada mais depressa, através de um sistema de geolocalização.

A app não deve ser utilizada para situações “rotineiras”, como a perda de documentos, mas disponibiliza informação que pode ser útil na resolução do problema, fornecendo a localização e os contactos do ponto da rede consular mais próximo do local onde o viajante se encontra.

Outra das vantagens da aplicação passa pelo facto de prestar informação sobre o país e a região de destino, bem como sobre os alertas em vigor emitidos pelo Estado português ou outras organizações, seja sobre doenças ou por questões de segurança. Desta forma, os viajantes poderão preparar melhor a sua viagem.

A app destina-se a viajantes portugueses, lusodescendentes ou com dupla nacionalidade. O registo é feito através da inserção de dados pessoais, que passam a ser usados pela Direção-Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas, estando salvaguardada a confidencialidade.

 

17.08.18

"ESTOU AQUI". PULSEIRAS GRATUITAS PARA LOCALIZAR CRIANÇAS PERDIDAS

Transcritório - Traduções Low-Cost

Um novo sistema promete facilitar e agilizar a localização de crianças perdidas durante o Verão através da distribuição gratuita de pulseiras, tornando mais rápido o reencontro com os pais. O programa 'Estou Aqui!' foi apresentado esta quinta-feira.

Um novo sistema promete facilitar e agilizar a localização de crianças perdidas durante o Verão através da distribuição gratuita de pulseiras, tornando “mais rápido” o reencontro com os pais. O programa 'Estou Aqui!' foi apresentado esta quinta-feira pela PSP.

As cinco mil pulseiras podem ser levantadas pelos pais nas esquadras da PSP de todo o país, sendo a ativação do pedido feito através da página da Internet do programa (https://estouaqui.mai.gov.pt/Pages/default.aspx.) com o preenchimento de uma base de dados.

O porta-voz da PSP, comissário Paulo Flor, explicou à Lusa que cada pulseira “é única”, sendo atribuída a cada uma um número diferente, que, apesar de ser percetível, só pode ser lido pela PSP através da base de dados.

Em caso de desaparecimento da criança e através de uma chamada para o 112, serão acionados os mecanismos necessários de comunicação com as forças de segurança, que enviarão para o local do desaparecimento da criança uma patrulha policial.

O porta-voz da PSP adiantou igualmente que as pulseiras se destinam principalmente às crianças nas faixas etárias mais vulneráveis, nomeadamente entre os dois e os cinco anos.

“Se a criança desaparecida tiver uma forma de identificação e se essa identificação estiver na posse da PSP, o processo é mais fácil. Nós garantimos que é uma questão de um minuto entre conseguir identificar a criança através da pulseira e contactar os pais”, sustentou.

As cinco mil pulseiras vão ser distribuídas sobretudo nas áreas metropolitanas de Lisboa, Porto e Setúbal, além dos postos de turismo da PSP do Algarve e junto às praias e zonas turísticas.

12.491 casos de desaparecimento em quatro anos

Entre 2006 e 2010, a PSP registou 12.491 casos de desaparecimento de crianças e adolescentes, sendo a taxa de reaparecimento de 97 por cento. Porém, no caso de crianças até aos 12 anos, a taxa de reaparecimento é de 99 por cento.

A PSP escolheu o Verão para esta iniciativa, que decorre entre início de Julho e 15 de Setembro, uma vez que é nesta altura do ano que as crianças estão mais expostas aos perigos e há mais situações de desaparecimento.

O programa é feito em parceria com a Fundação PT, RFM e UTIS (Unidade de Tecnologias de Informação de Segurança).

 

17.08.18

QUER GARANTIR MANUAIS ESCOLARES GRATUITOS ESTE ANO?

Transcritório - Traduções Low-Cost

Quer garantir manuais escolares gratuitos este ano?

 

O novo ano letivo traz um ‘balão de oxigénio’ para muitos pais. Todas os alunos do 1º ciclo (do 1º ao 4º ano) e do 2º ciclo (5º e 6º anos) do ensino público, vão ter direito a manuais escolares gratuitos.

O que interessa aos pais é que haverá diferentes modalidades de distribuição dos manuais gratuitos pelos alunos, dependendo a escolha de cada agrupamento escolar.

  1. Distribuição na escola
    Neste caso, os pais devem deslocar-se à escola dos filhos, onde podem receber diretamente os manuais escolares gratuitos.
     
  2. Distribuição mediante voucher
    Neste caso os encarregados de educação deverão aceder a uma plataforma digital que o Ministério da Educação vai lançar em breve para poderem imprimir o voucher que permitirá levantar os manuais escolares numa livraria. Em alternativa, poderá ser também possível levantar uma requisição de autorização do levantamento dos livros diretamente na escola.

Se o seu filho é um dos alunos abrangidos por este programa de gratuitidade, o conselho é o seguinte: informe-se junto da escola com a maior brevidade para saber qual vai ser a modalidade escolhida, o procedimento e a data de arranque.

Mas atenção, estes livros não vão ser seus para sempre. No final do ano letivo terão de ser devolvidos à escola e em bom estado. A lógica é: poupança, empréstimo e reutilização. Todos ganham.

 

Tirado daqui

14.08.18

HOSTELS: ALTERNATIVAS LOW COST PARA AS SUAS FÉRIAS

Transcritório - Traduções Low-Cost

 

Os hostels são uma alternativa de alojamento para férias, sobretudo nas grandes cidades europeias por terem preços mais acessíveis do que os hotéis. Além de uma boa localização, os hostels têm como objetivo oferecer um intercâmbio cultural entre pessoas do mundo inteiro. 

Mas afinal o que é um hostel? Não é mais do que um tipo de alojamento que permite aos hóspedes poder optar por diversas formas de hospedagem, com diferentes preços. Pode optar por apenas pagar por uma cama ou beliche, num quarto partilhado, com casa de banho partilhada, lavandaria e por vezes cozinha; ou pode também escolher quartos privativos e até com casa de banho própria. Tudo depende do valor que queira gastar.

Conheça os motivos pelos quais dormir num hostel pode ser uma boa escolha:

  • O melhor preço: a média mundial do preço de uma noite num hotel de duas estrelas é de cerca de 70 euros. Se escolher um hostel, deverá pagar entre 10 a 30 euros, com muitos hostels a terem até preços abaixo dos 10 euros por noite.
     
  • Fazer amigos de todos os cantos do mundo: de todas as vezes que passou férias num hotel, quantas pessoas conheceu enquanto lá esteve? A estadia num hostel leva-o a ter um contacto próximo com pessoas novas de países e culturas diferentes e com quem pode travar amizades.
     
  • Melhor localização: por terem normalmente um tamanho mais reduzido e não exigirem a construção de todo um prédio de raiz – como acontece com alguns hotéis –, muitos dos melhores hostels em toda a Europa estão muito bem localizados, normalmente no centro da cidade e perto das zonas turísticas mais procuradas.
     
  • Saber com o que se conta: o cliente-tipo de um hostel gosta de voltar aos sites onde marcou as suas férias e dizer o que achou da sua experiência. Existem muitos sites onde pode encontrar críticas detalhadas para o ajudar a escolher melhor onde passar as suas próximas férias.

Os melhores hostels da Europa ficam... em Portugal

Para o ajudar a escolher e reservar o melhor hostel para ficar, pode consultar sites como o Hostel Bookers  ou o Europe’s Famous Hostels . A sua melhor opção, no entanto, é o Hostel World , que tem um sistema muito bem organizado em que os melhores hostels são destacados de acordo com as pontuações dadas pelas pessoas que já os visitaram. Os resultados são de confiar, dado que mais de 250 mil pessoas por mês fazem a sua reserva no Hostel World.

Hostels: alternativas low cost para as suas férias

 

Uma das melhores secções deste site são os “Hoscars”, uma seleção anual dos melhores hostels em todo o mundo de acordo com a média das pontuações dadas pelos utilizadores do site. E o mais curioso é que, com votações de viajantes de um sem número de países, os quatro melhores hostels em todo o mundo são portugueses.

Escolher um hostel é uma decisão muito pessoal. Deve olhar para as descrições de cada um e perceber qual tem mais a ver com a sua personalidade. Mas, para começar, pode sempre espreitar os 10 hostels mais populares em todo o mundo:

  1. Yes! Lisbon Hostel – Lisboa, Portugal
  2. Home Hostel – Lisboa, Portugal
  3. Travellers House – Lisboa, Portugal
  4. Living Lounge Hostel – Lisboa, Portugal
  5. Hostel One Paralelo – Barcelona, Espanha
  6. Vagabonds – Belfast, Irlanda do Norte
  7. Cocomama – Amesterdão, Holanda
  8. Hostel Riad Marrakech Rouge – Marraquexe, Marrocos
  9. The Garden Backpacker – Sevilha, Espanha
  10. Ostello Bello – Milão, Itália

 

07.08.18

CÓDIGO DA ESTRADA: 15 INFRAÇÕES E MULTAS PARA LEMBRAR

Transcritório - Traduções Low-Cost

Código da Estrada: 15 infrações e multas para lembrar

As férias estão à porta. É altura de pegar no carro para nos fazermos à estrada para aproveitar o verão. Nesta época do ano, já são habituais os apelos a uma condução segura. Todo o cuidado é pouco quando é a vida – a sua e a dos outros – que está em ‘jogo’. Mas há que ter também cuidado com a ‘carteira’. E, por isso, nunca é demais lembrar quais as multas de trânsito mais pesadas e as infrações mais graves segundo o código da estrada. A lista é grande e contempla algumas infrações que muitas pessoas desconhecem. Fique então a saber que:

1. Circular com um veículo sem seguro implica uma multa de responsabilidade civil que pode ir dos 500 aos 2500 euros e, se o dístico de seguro não estiver colocado no automóvel, em local visível, a multa pode ir dos 250 aos 1250. Esta multa pode ser reduzida para metade se no local fizer a prova da existência do seguro;

2. Se circular com o veículo em sentido oposto ao legalmente estabelecido a multa é de 250 a 1250 euros;

3. Se entrar ou sair da autoestrada por local diferente do acesso a multa é de €250 a €1250;

4. Se não circular na via mais à direita na autoestrada - sem ser em situação de ultrapassagem – a multa pode ir dos 60 aos 300 euros;

5. Se ultrapassar pela direita pode incorrer numa multa dos 250 aos 1250 euros;

6. A condução sem carta ou com carta caducada, há mais de 5 anos, é crime e implica detenção imediata, podendo dar pena de prisão até dois anos;

7. A desobediência à ordem de parar imposta por um agente da autoridade dá multa de 500 a 1500 euros;

8. Se for titular de carta de ciclomotores até 50cm3 ou motociclos até 125cm3 e conduzir veículos de categoria diferente é considerada infração muito grave e incorre numa multa de 700 a €3500 euros; além disso se conduzir veículo de categoria diferente daquela a que esta habilitado a multa é de 500 a 2500 euros;

Mas há mais. De acordo com o nosso código da estrada é considerado infração muito grave, com direito a multa e a perda de pontos na carta:

9. Parar na faixa de rodagem. É proibido parar ou estacionar nas faixas de rodagem, fora das localidades, a menos de 50 metros dos cruzamentos e entroncamentos, curvas ou lombas de visibilidade insuficiente;

10. Não tiver o triângulo de sinalização ou não o colocar a assinalar o veículo imobilizado por avaria ou acidente;

11. Utilizar as luzes em máximos e encandear outro veículo;

12. Desrespeitar as regras e sinais de distância entre veículos, e outras situações como cedência de passagem, ultrapassagem, mudança de direção ou de via de trânsito;

13. Circular em excesso de velocidade permitida;

14. Não respeitar o sinal de paragem obrigatória nos cruzamentos, entroncamentos e rotundas;

15. Conduzir sob o efeito de álcool. Uma taxa de 0,50 g/l e inferior a 0,80 g/l de álcool no sangue é uma infração grave com multa de 250 a 1250 euros; uma taxa de 0,80 g/l e inferior a 1,20 g/l de álcool no sangue é infração muito grave com multa de 500 a 2500 euros; uma taxa igual ou superior a 1,20 g/l de álcool no sangue é considerada crime e punida com pena de prisão até um ano.

Respeite as normas e faça uma condução segura e defensiva. Mas se for multado – porque não é daquelas coisas que só acontecem aos outros -, e se a multa for maior que 200 euros, poderá pedir o pagamento em prestações.

Boas férias e viaje em segurança.

 

Tirado daqui

03.08.18

COMO PREPARAR O CARRO PARA UMA VIAGEM

Transcritório - Traduções Low-Cost

Saiba como preparar o carro para uma viagem

 

Se vai fazer uma viagem longa de carro, não deve descurar alguns detalhes. Por vezes, quando facilitamos, acontecem imprevistos que acabam por levar a despesas extra, que seriam evitáveis. Lembre-se da velha máxima: prevenir é melhor do que remediar. Antes da partida, confira a lista que se segue:

1. Documentos. Verifique se tem todos os documentos necessários e se estão atualizados. Lembre-se: documentos de identificação, carta de condução, seguro, Documento Único Automóvel ou livrete e registo de propriedade.

2. Revisão ou check-up. Entre duas a quatro semanas antes de viajar, verifique o livro de revisões e, se faltarem pouco quilómetros para a próxima revisão programada, considere fazê-la mais cedo. Se ainda não for a altura certa, opte por um check-up ao veículo.

3. Pneus. São, talvez, a coisa mais importante na segurança de um carro. Deve viajar com a pressão correta e com os pneus em bom estado. Caso contrário, a sua segurança fica em risco, gasta mais combustível e ainda pode ser multado.

4. Bagageira. Confirme que leva triângulo de sinalização, colete refletor e pneu de substituição. Considere juntar uma mala de primeiros socorros.

5. Organização. Escolha antecipadamente o melhor percurso, programe paragens e refeições e abasteça o carro aos melhores preços. Pode poupar uma quantia simpática.

Boa viagem.

 

Tirado daqui

02.08.18

OBTER UM CERTIFICADO DE CONSTITUIÇÃO DO AGREGADO FAMILIAR

Transcritório - Traduções Low-Cost

Obter um certificado de constituição do agregado familiar

A composição do agregado familiar é importante quer para ter acesso ao IRS automático, quer para efeitos de responsabilidades parentais e inscrição na escola dos seus filhos. Mas também faz falta àqueles que pretendam obter isenções de taxas moderadoras ou beneficiar da tarifa social de fornecimento de energia elétrica e outros benefícios sociais que exijam o prévio conhecimento da constituição do agregado familiar.
A boa notícia é que já pode atualizar a sua situação pessoal e familiar à distância de um clique, no Portal das Finanças, e depois extrair o certificado de constituição do agregado familiar.

Siga estes passos:

1. Comece no Portal das Finanças.

2. Na barra do lado esquerdo clique em ‘Serviços’.

3. Procure no menu ‘Dados Pessoais Relevantes’.

4.  Escolha a opção ‘Consultar Agregado’ e encontrará o botão para descarregar o certificado de constituição do agregado familiar.

5. Guarde, e imprima, se for o caso.

Em alternativa, pode aceder ao certificado a partir deste link. É simples, automático e gratuito.

Já agora, fique a saber que, se tentar agora atualizar o seu agregado familiar, não vai conseguir. Se não o fez até 15 de fevereiro, a AT utilizou os dados referentes à declaração anterior, quer para disponibilizar a declaração de IRS automática (se aplicável), quer para o pré-preenchimento da declaração de IRS geral. Terá de esperar até ao início do próximo ano para fazer a atualização pretendida. 

 

31.07.18

CASA PROTEGIDA DURANTE AS FÉRIAS

Transcritório - Traduções Low-Cost

Casa protegida durante as férias

 

As férias de verão são um dos momentos mais aguardados do ano. Quer para quem vai, quer para quem tem intenção de assaltar residências. Por isso mesmo, deixamos seis conselhos para evitar um assalto durante as férias.

1.Evite publicar fotografias das férias nas redes sociais

Evite publicar fotografias das férias nas redes sociais porque nem só os ‘amigos’ têm acesso às nossas redes. Se publica fotografias do bilhete de avião, no momento da partida ou no destino de férias, está a dar informação preciosa a desconhecidos sobre a sua ausência de casa.

2.Tranque bem a casa.

Tranque bem a casa, investindo numa fechadura de alta segurança. Muitos assaltantes entram nas casas pela porta da frente, arrombando a fechadura.

3. Crie a aparência de movimento

Tranque bem as portas e as janelas, mas pode criar a aparência de movimento evitando que persianas, cortinados ou portadas fiquem completamente fechados, porque dão a entender que a casa está desocupada. Há ladrões que vigiam e seguem as rotinas das famílias para saber quando é que as casas estão vazias. Se puder, peça a um amigo ou familiar para ir lá a casa regularmente, e mudar a posição das persianas ou das cortinas, deixar uma luz acesa e recolher o correio.

4. Não deixe à vista objetos de valor

Se tiver em casa objetos de valor, não os deixe à vista. Guarde-os num local seguro ou num cofre. A policia aconselha mesmo a que fotografe todos esses objetos, porque se forem roubados, a sua identificação e recuperação serão mais fáceis.

5. Use um sistema de alarme

As forças de segurança recomendam ainda a adoção de um sistema de alarme eficaz com deteção de presenças junto à entrada da casa, das portas e janelas.

6. Tenha a casa vigiada sem pagar

Por fim, tenha a casa vigiada sem pagar. Se não tem vizinhos ou familiares por perto, nem um sistema de alarme, e vai de férias de 15 de junho a 15 de setembro, saiba que o “Casa Segura” da PSP e o “Chave Direta” da GNR são programas que existem para ajudar o cidadão a gozar férias tranquilas. Faça a inscrição online, preencha um formulário e solicite o serviço de vigilância da sua residência durante o período de férias. Um serviço profissional pelo qual não tem de pagar um cêntimo. Inscreva-se na página Verão Seguro, 48 horas antes de partir...

E boas férias!

 

Tirado daqui

Siga as nossas novidades e veja as ofertas de emprego através do Facebook Veja os packs para cada profissão no nosso site: www.transcritorio.com